ENCCEJA – Inep divulga cronograma para aplicação de provas de certificação

ENCCEJA – Inep divulga cronograma para aplicação de provas de certificação no Brasil e no exterior

 

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou nesta segunda-feira, 26, o cronograma do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) que será realizado, em 2017, no Brasil e no exterior, tanto para o público regular quanto para o público privado de liberdade (PPL). Serão, portanto, quatro aplicações, com cronogramas e editais diferentes.

Com as melhorias do Enem anunciadas após a Consulta Pública, no início do ano, a função de certificação do Ensino Médio retornou para o Encceja, como ocorria até 2009. O Exame volta a ser aplicado também para a certificação do Ensino Fundamental. Outra novidade da edição é que o Exame passa a contar com maior envolvimento das Secretarias Estaduais de Educação.

CRONOGRAMA E LOCAIS DE PROVA

Encceja Nacional
Publicação do edital: 24 de julho
Inscrições: 7 a 18 de agosto
Aplicação: 8 de outubro
Locais de prova: Serão 564 locais distribuídos em todas as Unidades Federativas

Encceja Nacional PPL (público privado de liberdade) 
Publicação do edital: 7 de agosto
Adesão das unidades: 14 a 25 de agosto
Inscrições: 21 de agosto a 1º de setembro
Aplicação: 24 e 25 de outubro

Encceja Exterior
Publicação do edital: 30 de junho
Inscrições: 3 a 17 de julho
Aplicação: 10 de setembro
Locais de prova: Estados Unidos (Boston e New York), Bélgica (Bruxelas), Guiana Francesa (Caiena), Portugal (Lisboa), Suíça (Genebra), Espanha (Madri), Reino Unido (Londres), França (Paris), Japão (Nagóia, Hamamatsu e Ota), Holanda (Amsterdã)

Encceja Exterior PPL
Publicação do edital: 30 de junho
Inscrições: 3 a 17 de julho
Aplicação: 11 a 22 de setembro
Locais de prova: Guiana Francesa (Caiena) e Japão (Tóquio)

Público – O Encceja é voluntário, gratuito e destinado à certificação do Ensino Fundamental e Ensino Médio. O exame é a ferramenta mais adequada para avaliar as pessoas que não tiveram a oportunidade de concluir os estudos em idade apropriada. Dessa forma, podem fazer o Encceja pessoas com no mínimo 15 anos completos na data da realização das provas que desejam pleitear certificação do Ensino Fundamental. Assim como as pessoas com no mínimo 18 anos completos na data da realização das provas que desejam pleitear a certificação do Ensino Médio.

Documentos Certificadores – O Inep é responsável pela elaboração das provas, pela gestão da aplicação e da correção. A emissão dos documentos certificadores é de responsabilidade da Secretaria Estadual de Educação ou Instituição Educacional que firmar Termo de Adesão com o Inep. São duas opções. O Certificado reconhece oficialmente que o educando cumpriu na íntegra todos os componentes curriculares (disciplinas) do núcleo comum do Ensino Fundamental ou do Ensino Médio. Já a Declaração de Proficiência é a certificação parcial que comprova que o participante conseguiu cumprir um ou mais componentes curriculares (disciplinas) nas áreas avaliadas pelo Encceja.

Estrutura da Prova – Cada área do conhecimento tem uma Matriz de Referência (documento que subsidia a elaboração da prova) composta por 30 habilidades. Cada prova é composta por 30 itens do tipo múltipla escolha com quatro alternativas de resposta. O Inep recomenda notas mínimas para as instituições certificadoras. Para as provas objetivas a nota mínima sugerida é de 100 pontos em cada, o que representa em média 50% das habilidades que a prova de cada área afere.  No caso de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes e Educação Física ou Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, o participante deverá adicionalmente obter proficiência na prova de Redação. A prova de redação distribui 10 pontos e a nota mínima sugerida pelo Inep é de cinco pontos. As provas serão aplicadas em um único dia.

DISTRIBUIÇÃO DAS PROVAS
Ensino Fundamental
Matutino: Ciências Naturais, História e Geografia
Vespertino: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação; e Matemática.
Ensino Médio
Matutino: Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias
Vespertino: Linguagens e Códigos e suas Tecnologias e Redação e Matemática e suas Tecnologias

Fonte: Inep/MEC